Se você faz o uso de e-mails no seu dia a dia, seja de forma corporativa, em uma estratégia de marketing ou até mesmo pessoal, já deve ter ouvido falar sobre órgãos de controle de spam. 

Neste artigo vamos entender os que são as Blacklists e Spamtraps e o porquê de seus domínios e IP’s são registrados nestes órgãos.

 

Blacklist_Icone

 

Blacklists (“Lista Negra”) são recursos de órgãos de controle criadas para auxiliar pessoas e empresas no quesito de recebimento de mensagens indesejadas, o Spam

Desta forma, e-mails, IP’s e até mesmo domínios são registrados através de denúncias feitas pelo destinatário, fazendo entender que o provedor que enviou a mensagem não é confiável, ou seja, a mensagem recebida não foi solicitada ou possui algum conteúdo mal intencionado. Estas denúncias podem ser feitas tanto por receptores reais (uma pessoa que recebe seu e-mail e o marca como spam) ou através de receptores automáticos, as famosas Spamtraps.

As spamtraps são endereços de e-mails não utilizados para a comunicação, mas sim para atrair e coletar spam. Fazendo o envio para um e-mail spamtrap, a listagem para o órgão responsável é feita imediatamente.

Quais são as formas mais comuns de ser listado?

Podemos ver que os principais motivos de denúncia para estes órgãos se baseiam em enviar e-mails não solicitados. As mais comuns dentre essas práticas são:

  • Envios de e-mails em massa: Fazer envios em grande quantidade para e-mails não solicitados poderá fazer com que seu domínio e IP sejam listados rápidamente;
  • Enviar e-mails com conteúdos maliciosos (preconceituosos ou pornográficos por exemplo);
  • E-mails com vírus, links ou softwares maliciosos (como phishing por exemplo);

Então, se você estiver fazendo envios em massa para a sua estratégia de e-mail marketing, o ideal é utilizar listas de e-mails que optaram por receber seu conteúdo, seja se cadastrando através de um formulário pelo seu site ou outras formas de cadastro.

Como as blacklists afetam o uso dos meus e-mails?

Tendo seu IP ou domínio listado, a qualidade de suas entregas será afetada diretamente. 

Isto por que a maioria dos provedores trabalham com as blacklists em seus filtros no momento de receber ou impedir que seu e-mail seja entregue na caixa do destinatário. 

Se seus e-mails não estiverem sendo entregues ou chegando em spam, pode ser um sinal de que a reputação de seu servidor esteja sendo afetada por domínio ou IP’s listados.

Conheça as Principais Blacklists:

1 – Spamhauss

2 – SURBL

3 – URIBL

4 – Barracuda

5 – SpamCop

6 – SORBS

Algumas são mais rigorosas que outras. Você pode acessar seus respectivos sites e checar se seu domínio ou IP está listado ou utilizar ferramentas de checagem, como o MXToolBox.

MxToolBox

Como sair delas?

 

Como cada blacklist tem um método de delist (remoção da lista negra) diferente, o ideal é entrar em contato com o órgão responsável, normalmente através de seus próprios sites, solicitando a remoção de seu domínio/IP da lista, assim a possibilidade de remoção será verificada pelo próprio órgão.

Cuidado com suas práticas de envio: 

Mesmo com seu domínio ou IP removido da lista, isto não significa que ele não poderá cair em uma blacklist novamente. 

Para evitar que seu domínio e IP sejam listados, faça envios para bons e-mails como já mencionamos acima. Mantenha suas listas atualizadas, livres de spamtraps e e-mails inválidos ou não solicitados. 

Lembre-se: Fazer práticas corretas de envio sempre será a melhor maneira de manter a qualidade de suas entregas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *